Aumento Bolsa Família 2019

Com o aumento Bolsa Família 2019, milhares de famílias serão beneficiadas. Esse programa foi criado em 2003 pelo Governo Federal, por meio da secretária de combate à fome e pobreza, com o objetivo de beneficiar de maneira direta as famílias que se encontram em extrema pobreza.

O programa já ajudou milhões de brasileiros e continua ajudando outros tantos. E se você quer saber tudo sobre o aumento do Bolsa Família 2019 nesse artigo você irá tirar as suas dúvidas.

Bolsa Família 2019

O Bolsa Família em 2019 continua com o objetivo de ser uma renda complementar para as famílias que se encontram na linha da pobreza, auxiliando assim que elas consigam completar a renda da família, possibilitando uma vida digna, além de auxiliar na educação de crianças e jovens em idade escolar.

Para participar do Bolsa Família 2019 é preciso atender a alguns requisitos, como ter renda familiar por pessoa de até R$ 89,00 e no caso das famílias classificadas como “pobres” ter renda mensal entre R$ 89,01 e R$ 178,00, crianças e jovens menores de 18 anos devem estar matriculados e regulares em escolas, além de outros requisitos específicos, como a comprovação de carência, que pode ser atestado por um assistente social.

Observação: No caso das famílias “pobres” elas só podem participar se na sua composição houver crianças, adolescentes, gestantes ou nutrizes.

Aumento bolsa família 2019

Veja também:

 Calendário Bolsa Família 2019

O benefício do Bolsa Família é depositado todos os meses na conta do titular, e deve ser sacado em uma unidade da Caixa Econômica Federal com o cartão cidadão e a identidade. O valor fica disponível por três meses, após esse período ele retorna aos cofres do Governo e a família pode até mesmo perder o direito a receber o Bolsa Família.

Os beneficiários poderão sacar o Bolsa Família 2019 de acordo com o calendário abaixo.

aumento bolsa família 2019

Aumento Bolsa Família 2019, reajustes

O aumento do bolsa família 2019 é um alívio para muitas famílias. Assim como o salário mínimo teve o seu reajuste, o bolsa família seguiu a mesma linha, passando para o valor mensal de R$ 89,00.

Para receber o Bolsa Família é necessário comprovar que atende aos requisitos do programa, e quando não se enquadrar mais deve comunicar a secretária de assistência social, para que seja retirado do programa.

Abaixo você pode conferir e conhecer qual é a divisão feita nesse benefício e os valores que cada família recebe.

  • Benefício básico: Esse tipo de benefício é pago as famílias que enquadrem em situações de pobreza extrema, cuja renda per capita seja de até R$ 89,00. O benefício pago a essas famílias é de também R$ 89,00 mensais;
  • Benefício variável: O próprio nome já diz, esse benefício é destinado as famílias extremamente pobres ou pobres, que tenham em seu núcleo familiar, gestantes, nutrizes, crianças ou adolescentes. A renda paga para cada família pode variar, podendo acumular até 5 benefícios no valor de R$ 41,00 cada um deles, ou seja R$ 205,00 por mês;
  • Benefício variável jovem: Benefício pago exclusivamente a famílias pobres que tenham em seu núcleo familiar, jovens com idade entre 16 e 17 anos. O valor mensal pago a essas famílias é de R$ 48,00, podendo acumular até 2 benefícios por mês ou R$ 96,00;
  • Benefício para superação da extrema pobreza: Benefício pago às famílias que se enquadrem em situações de extrema pobreza. O valor estipulado de pagamento vai depender da renda familiar.

Famílias cadastradas com a condição de extrema pobreza poderão cumular todos os benefícios, podendo chegar a receber até R$ 372,00 por mês.

Esse artigo foi útil?compartilhe com os seus amigos.

Ficou com dúvidas sobre o aumento bolsa família 2019? Deixe nos comentários.

Deixe um comentário