Bolsa Família 2019

O Governo Federal ao longo dos últimos anos vem investindo em políticas públicas com o objetivo de acabar com a desigualdade social que existe entre as classes de famílias brasileiras, umas das formas de combate da pobreza é o Bolsa Família 2019, programa social que vem ajudando muitas famílias desde 2003.

Milhões de famílias são beneficiadas todos os meses com os mais diversos serviços, de auxílio financeiro, a acesso a Universidade.

Entre todos os programas sociais do Governo Federal, o Bolsa Família é o que mais se destaca, uma vez que ele tem como objetivo ajudar as famílias que se encontram em situação de pobreza e de extrema pobreza.

E o Bolsa Família 2019, apesar de ter algumas mudanças, continua com o objetivo de ajudar milhões de famílias brasileiras a terem uma vida mais digna com acesso a saúde, alimentação e educação de qualidade.

Nesse artigo vamos falar tudo que você precisa saber sobre o Bolsa Família 2019. Confira!

Calendário do Bolsa Família 2019, datas de pagamento

Confira o calendário oficial do programa e não perca os prazos.

O pagamento do benefício é de acordo com o final do NIS de cada cidadão participante do programa.

bolsa família 2019

Quem pode participar do programa

Pode participar do programa Bolsa Família todas as famílias brasileiras que atendam aos requisitos solicitados pelo Governo Federal.

Ao participar do programa a família passa a ter direito a uma ajuda financeira mensal, que tem um valor que vai variar de acordo com a quantidade de filhos e de componentes do grupo familiar, além de assistência social para auxiliar as famílias. Se você quer participar do programa é preciso estar dentro dos seguintes requisitos:

  • Deve ser maior de 18 anos, para poder se tornar o responsável pela família;
  • A renda mensal por pessoa da família não deve ultrapassar R$89,00 (extrema pobreza) ou R$ 170,00 (pobres);
  • A família que se encaixam na categoria de pobre deve ter crianças, adolescentes ou grávidas;
  • Pode cadastrar até cinco crianças que tenham idade entre 0 e 15 anos;
  • Pode cadastrar até dois adolescentes ente 16 e 17 anos;
  • Todas as crianças e adolescentes devem estar matriculados e frequentes na escola, podendo perder o benefício caso isso não seja comprovado;

Se você atende aos requisitos acima então você pode se cadastrar no programa, basta que você vá até a secretaria de assistência social do seu município e faça o Cadastro Único, que serve também para outros benefícios do Governo.

É necessário levar o CPF e título de eleitor do responsável pela família, e os documentos pessoais de cada membro da família, leve também o comprovante de renda e o comprovante de matrícula e frequência das crianças e dos adolescentes.

Mudanças no Bolsa Família 2019

Todos os anos o Bolsa Família passa por algumas mudanças, são novas regras, ou reajuste de valores, tudo isso visando melhorar o benefício e assim melhorar a vida de quem o recebem.

As mudanças do Bolsa Família 2019 são bem sutis se comparadas a anos anteriores, o que foi divulgado até agora é que o benefício sofrerá um reajuste para se adequar as novas tarifas da inflação.

Por isso quem recebe o bolsa família precisa ficar atento e manter o seu Cadastro Único atualizado, pois caso as informações não estejam atualizadas as famílias correm o risco de perder o Bolsa Família 2019

Confira:

Tipos de Bolsa Família

Existem três tipos de Bolsa Família, o básico, o variável e o variável jovem, confira abaixo o que é cada um e em qual deles você e sua família se encaixam:

  • Bolsa Família Básico: Esse benefício tem o valor de R$ 89,00 e é destinado as famílias em extrema pobreza, independente da sua formação familiar.
  • Bolsa Família Variável: Além de recebem o Bolsa Família Básico, as famílias com crianças de 0 a 15 anos recebem um valor de R$41,00 para cada criança, podendo cadastrar até cinco crianças para receber o benefício.
  • Bolsa Família Variável Jovem: As famílias que possuem adolescentes de 16 e 17 anos recebem o valor de R$ 48,00 para cada um deles, podendo cadastrar no programa dois adolescentes dessa faixa etária.

Observação: as famílias com renda de até R$ 170,00 por pessoa se encaixam na categoria de “pobres” e só podem participar do programa se houver na sua composição, crianças, adolescentes, gestantes ou nutrizes.

Esse artigo foi útil? Compartilhe com os seus amigos.

Ficou com dúvidas sobre o Bolsa família 2019? Deixe nos comentários.

Se gostou, vote!

Deixe um comentário